Sociedade | 09-05-2018 12:49

Preços dos pratos nos Sabores do Toiro Bravo motivam críticas

Nesta edição dos Sabores do Toiro Bravo em Coruche serviram-se mais de 1.500 refeições.

Os preços dos pratos na 15.º edição dos Sabores do Toiro Bravo, que decorreu em Coruche, geraram discussão na última reunião do executivo camarário. Em causa está o valor exagerado praticado pelos restaurantes face à qualidade dos pratos durante o certame.

A vereadora com o pelouro da cultura, Célia Ramalho (PS), justificou que a carne de toiro bravo é de grande qualidade e não se encontra nem nos supermercados nem em muitos talhos. “É por isso que os pratos são tão caros”, afirmou.

A vereadora Liliana Pinto (PSD) levantou o assunto dizendo não entender por que razão a câmara não fala com os restaurantes. É que, diz, “não se admite que nos seja servido um prato com batatas fritas e depois pague-se um balúrdio. Depois, as famílias só lá vão uma vez”.

Já o vereador Valter Peseiro (CDU) defende que devia de haver dois ou três pratos no certame que fossem a preços mais convidativos. “Os restaurantes deviam de ver os Sabores do Toiro Bravo como um investimento e não como uma feira gastronómica de angariar clientes”, considerou.

Nesta edição dos Sabores do Toiro Bravo em Coruche serviram-se mais de 1.500 refeições. Um número positivo, de acordo com a vereadora Célia Ramalho, também porque decorreu durante mais dias em relação aos anos anteriores. Além disso, tem havido sempre lugar para a inovação. Este ano, contou a autarca, “tivemos a oportunidade de ter presente uma pizzaria da vila que confeccionou uma pizza com carne de toiro bravo e foi um sucesso”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo