Sociedade | 15-05-2018 11:36

Historiadores pedem mais iniciativas regionais no Ano Europeu do Património Cultural

O V Encontro de Historiadores Locais do Ribatejo -decorreu na Barquinha.

Os Historiadores Locais do Ribatejo querem que a segunda metade do ano seja melhor aproveitada na geração regional de dinâmicas em torno do Ano Europeu do Património Cultural, porque, até aqui, não se vislumbra a “diversidade de iniciativas” preconizada.

Numa moção aprovada no V Encontro de Historiadores Locais do Ribatejo - realizado sábado, 12 de Maio, em Vila Nova da Barquinha por iniciativa do Fórum Ribatejo e do município local e com mais de duas dezenas de participantes -, o grupo considera a convocatória deste ano europeu “uma oportunidade importante para a realização de iniciativas em diferentes níveis”, incluindo o local.

“Apesar do empenho, tanto das autarquias como das associações de defesa do património, no panorama regional do Ano Europeu do Património Cultural não se vislumbra o empenho e a ‘diversidade de iniciativas’ que o nosso Património e sobretudo nós todos, cidadãos, merecemos”.

Para os historiadores ribatejanos, esta “chamada de atenção visa que a segunda metade do ano seja o tempo para esta ser uma oportunidade ganha”, afirma a moção que dá conta da realização de um “encontro temático” sobre o Ribatejo e o Tejo a 13 de Outubro, em Santarém, e do sexto encontro do grupo em Abril de 2019, em Almeirim.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo