Sociedade | 17-05-2018 11:29

"É mais bonito um toiro morrer dignamente na praça que no matadouro”

"É mais bonito um toiro morrer dignamente na praça que no matadouro”
Hélder Esménio, Simão Neves com a mulher e a filha e o crítico tauromáquico Maurício do Vale

Simão Neves é picador de toiros profissional e trabalha em Espanha, mas gostava de ver corridas com toiros de morte em Portugal e de poder actuar no seu país. É natural de Salvaterra de Magos, onde foi inaugurada uma exposição dedicada à sua carreira.

“É mais bonito um toiro morrer dignamente na praça do que ir morrer no matadouro”. A polémica sentença é proferida por Simão Neves, natural de Salvaterra de Magos, que trabalha como picador de toiros, sobretudo em Espanha. Uma actividade que não existe nas corridas de toiros à portuguesa, em que é proibida a morte do toiro na arena. O MIRANTE falou com o picador após este ser homenageado pela Câmara de Salvaterra de Magos e assistir à inauguração da exposição “Simão Neves: A dedicação ao campo, ao toiro e ao cavalo”, no edifício do Cais da Vala, em Salvaterra de Magos, no dia 10 de Maio.


Apontado como o único português que se dedica exclusivamente à arte de picador, Simão Neves considera que a morte de um toiro na arena “é algo tão essencial num espectáculo” que não faz sentido ser proibido pelo Governo.


Quanto aos grupos anti-taurinos, Simão Neves não tem dúvidas: são constituídos por “pessoas leigas na matéria que provavelmente recebem dinheiro de alguém para fazerem barulho”. Diz que criticam sem saberem o que é a vida no campo e quanto custa criar um toiro bravo. “Se vissem um ganadeiro a cuidar quatro ou cinco anos de um toiro, o dinheiro que gastam em veterinários, não falavam assim”, defende.


A trabalhar neste momento unicamente fora do país, Simão Neves admite que esta é uma das mágoas da sua carreira de 10 anos como picador de toiros. “Qualquer pessoa a trabalhar na tauromaquia quer trabalhar no seu país”, admite.

Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE AQUI

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo