Sociedade | 18-05-2018 12:10

“Vivo o vegetarianismo todos os minutos do meu dia”

“Vivo o vegetarianismo todos os minutos do meu dia”
Ana Castro criou uma empresa de consultoria alimentar vegan no Entroncamento

Ana Castro formou-se em Direito mas há alguns anos dedicou-se ao vegetarianismo de corpo e alma.

Ana Castro tem 39 anos, é casada e mãe de quatro filhos. Formou-se em Direito na Universidade de Coimbra e trabalhou em Madrid e Lisboa, mas optou por fixar residência no Entroncamento, para dar aos filhos melhor qualidade de vida.


Escolheu ser vegetariana porque a compaixão pelos animais e a preocupação com a saúde nortearam a sua vida desde criança. “Nasci em Paris e vivi lá até aos dez anos, mas andava sempre doente, quando vinha de férias a Portugal ficava boa”. Hoje é proprietária de uma empresa de consultoria alimentar vegan - Sabor Fazer -, no Entroncamento e garante que esta opção inovadora na região é a concretização de um objectivo de contribuir para tornar o mundo mais justo para todos. “A população do Entroncamento acolheu muito bem este conceito de alimentos vegetarianos”, sublinha Ana.


O sonho de ser dentista quando era criança evoluiu para a concretização do sonho de lutar por justiça e deixar uma marca de paz para todos os seres que habitam o planeta. Escolher ser vegetariano é uma opção alimentar, mas ser vegan é um conceito mais abrangente, que passa por respeitar todos os animais e não pactuar com quaisquer formas de abuso ou aproveitamento dos mesmos. Ana Castro defende estes princípios vegan desde os 30 anos quando começou a ler, pesquisar e assumiu um estilo de vida mais harmonioso com a natureza.


Há várias empresas que contratam os serviços de Ana quando querem implementar opções vegetarianas nos seus refeitórios. Ana fala sobre os alimentos alternativos à carne, ao peixe e aos lacticínios e ensina a confeccionar pratos vegetarianos.


Quando abriu a “Sabor Fazer”, durante um ano, confeccionou marmitas vegetarianas às quais as pessoas aderiram tão bem que Ana teve de parar por já não ter espaço suficiente e não ter tempo para atender a todas as solicitações.

Entrevista completa na edição semanal de O MIRANTE AQUI

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo