Sociedade | 15-06-2018 14:04

Junta de Alhandra pede ao Governo que impeça encerramento da CGD

O balcão da CGD de Alhandra poderá fazer parte de uma lista de 75 balcões que o banco público perspectiva encerrar até ao final deste mês

A União de Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, no concelho de Vila Franca de Xira, instou esta quinta-feira os poderes políticos a impedirem o encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos (CGD) de Alhandra.

O balcão da CGD de Alhandra poderá fazer parte de uma lista de 75 balcões que o banco público perspectiva encerrar até ao final deste mês, mas que até ao momento ainda não tornou pública.

Para contestar o eventual encerramento deste balcão da CGD, o PCP de Vila Franca de Xira realizou no passado dia 02 de Junho uma acção de protesto e lançou um abaixo-assinado.

Entretanto, o presidente da União de Freguesias Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, Mário Cantiga (CDU), fez chegar uma carta aberta a todos os poderes políticos, nomeadamente Presidência da Republica, Assembleia da República e Governo, e à administração da CGD, onde expõe as consequências “negativas de um eventual encerramento”.

“Esta União de Freguesias possui uma elevada dinâmica comercial, social e económica que justifica cabalmente a manutenção do balcão da CGD em Alhandra. Somos cerca de 13.000 habitantes, onde o envelhecimento demográfico emerge e tem especial relevância. O encerramento deste balcão traz elevados transtornos à população”, refere o documento, a que a agência Lusa teve acesso.

O documento critica, igualmente, a CGD de querer proceder “como se fosse um banco privado” e insta o Governo a intervir para impedir o encerramento deste balcão.

“Não aceitamos que a administração do banco público absolutize critérios de gestão financeira em detrimento do seu dever de promotor da coesão nacional e de dinamização da economia, sem conhecer a nossa realidade local e o tremendo impacto, que será demasiado lesivo para a vida e os interesses da população”, sublinha a carta.

A autarquia anunciou também a realização de uma nova manifestação contra o encerramento deste balcão, que terá lugar na segunda-feira, pelas 18:00, na praça 07 de Março, em Alhandra.

A CGD vai fechar cerca de 70 agências este ano, a maioria já este mês e nas áreas urbanas de Lisboa e Porto, indicou, na segunda-feira, em comunicado, o banco público.

A CGD não indicou quantas são exatamente as agências que fecharão até final de junho nem onde se situam, dizendo apenas que muitos desses balcões estão em áreas urbanas.

“Tal como a CGD em diversas circunstâncias já afirmou publicamente, este ano serão encerrados cerca de 70 balcões, a maioria dos quais no final do presente mês de junho”, explicou o banco.

As agências a encerrar, indicou, “foram objeto de análise e, além da sua atividade e resultado económico, foram tidas em consideração questões como as acessibilidades a outras agências da CGD e a mobilidade da população, resultando deste facto que a maioria das agências a encerrar se situe nos maiores centros urbanos do país, com destaque para a Grande Lisboa e o Grande Porto”.

A CGD tinha 587 agências em Portugal no fim de 2017 e quer chegar ao final deste ano com cerca de 517.

A redução da operação da CGD, incluindo o fecho de 180 balcões em Portugal até 2020, foi acordada entre o Estado português e a Comissão Europeia como contrapartida pela recapitalização do banco público feita em 2017.

Em 2017 já tinham fechado 67 balcões, encerramentos que provocaram muita polémica e protestos, sendo o mais conhecido o caso de Almeida.

Assim, com o encerramento destes 70 balcões, a CGD terá ainda de fechar mais 43 balcões nos próximos dois anos.

Segundo informações recolhidas pela Lusa nas últimas semanas, entre as agências da CGD que irão fechar estão São Vicente da Beira (Castelo Branco), Darque (Viana do Castelo), Grijó e Arcozelo (Gaia), Pedras Salgadas (Vila Pouca de Aguiar), Prior Velho (Loures), Alhandra (Vila Franca de Xira), Abraveses e Rua Formosa (Viseu), Louriçal (Pombal) e Avanca (Estarreja).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo