Sociedade | 15-06-2018 12:06

Vizinhos queixam-se de canil improvisado no Porto Alto

Vizinhos queixam-se de canil improvisado no Porto Alto
Animais são mantidos sem condições de higiene e sem água

Mulher tem cerca de uma dezena de cães num quintal. Vizinhos dizem que está em causa a saúde pública e a dos animais.

Latidos frequentes e um intenso cheiro a fezes e urina são as principais queixas de alguns moradores da estrada da Samorena, no Porto Alto, concelho de Benavente, que vivem paredes-meias com uma habitação onde o quintal está transformado num canil improvisado.


O problema é que o espaço não tem condições de salubridade e os animais são mantidos com comida insuficiente no meio dos seus dejectos, asseguram alguns moradores da zona. Nem tão pouco se sabe ao certo quantos animais estão na zona devido ao facto do local não ser visível da fachada principal da habitação. As queixas já chegaram à câmara municipal que enviou ao local uma equipa de fiscalização, que aponta para a existência de nove cães mas poderão ser mais.

Notícia desenvolvida na edição em papel já nas bancas

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo