Sociedade | 22-06-2018 14:00

Doente que se atirou de janela do hospital estava a passar por momentos difíceis

Maria, de 64 anos, reformou-se por problemas de saúde e tem o companheiro internado com doença grave

A doente que se atirou da janela do serviço de psiquiatria do Hospital de Santarém recusava-se a aceitar que estava doente. Maria Jorge, de 64 anos, estava internada no serviço desde o dia anterior. Ultimamente residia em Pernes, concelho de Santarém, em casa de uma irmã, porque o companheiro, que sofre de Parkinson, tinha sido internado no mesmo hospital há quinze dias. Amílcar Gouveia sentiu-se mal e deu entrada nas urgências, onde lhe foi diagnosticado um aneurisma cerebral, tendo sido transferido para o Hospital de S. José, em Lisboa, para ser submetido a uma cirurgia.


Na manhã de 13 de Junho, Maria estava a tratar do processo para internar o marido numa unidade de cuidados continuados quando entrou num estado de nervos e ansiedade muito grande. A irmã, Elvira Jorge, com quem estava a residir ultimamente, apercebeu-se e mandou-a ir descansar para a sua carrinha. Passados uns minutos, quando foi ver se a irmã estava mais calma, encontrou-a com o cinto de segurança enrolado ao pescoço.

Notícia completa na edição em papel já nas bancas

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo