Sociedade | 27-06-2018 12:19

Distrital do PSD defende aeroporto civil em Tancos

Distrital do PSD defende aeroporto civil em Tancos

Depois da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo foi a vez do presidente da distrital de Santarém do PSD, João Moura, defender o aproveitamento da base aérea.

Depois da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo foi a vez do presidente da distrital de Santarém do PSD, João Moura, defender o aproveitamento da base aérea de Tancos, em Vila Nova da Barquinha, neste caso como terminal 3 do aeroporto de Lisboa e alternativa à construção do aeroporto do Montijo.

Na primeira reunião da Assembleia Distrital do PSD após ter sido eleito líder distrital, João Moura anunciou essa como uma das bandeiras da agenda política e estranhou que essa opção nunca tenha sido equacionada, “apesar de ser aquela que melhor serve os interesses do país”. Até porque, na sua perspectiva, garante a extensão da vida útil do aeroporto de Lisboa, com um investimento público reduzido.

Para João Moura, citado em comunicado, "Tancos pode ser uma alternativa viável compatível com a capacidade financeira actual do país e que, num curto espaço de tempo, poderá estar a funcionar e a servir não apenas Lisboa, mas também o interior do país. É uma solução que é boa para o distrito e para o país e que pode servir de pólo dinamizador da economia da região do interior centro”.

“Tancos está a 10 minutos do nó ferroviário do Entroncamento e a 2 minutos da A23 que juntamente com a A1 permitem chegar à capital num tempo médio abaixo da média dos aeroportos da generalidade das capitais europeias”, argumenta o PSD no mesmo comunicado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo