Sociedade | 12-07-2018 07:35

Na lista negra do Banco de Portugal por crédito que nunca fez

Na lista negra do Banco de Portugal por crédito que nunca fez
Moradora de Benavente continua a tentar resolver imbróglio de burla de que foi vítima

Documentos e assinatura de Carla Alcaparra foram falsificados para obter um empréstimo visando a compra de um automóvel, em 2009, quando estava emigrada na Suíça.

Carla Alcaparra, 28 anos, moradora em Benavente, foi impedida de fazer um crédito habitação, por ter o seu nome na “lista negra” do Banco de Portugal devido a um crédito automóvel, no valor de 39.896 mil euros, que nunca contraiu. A mulher assegura que não comprou nenhum automóvel e nem possui carta de condução. Alguém terá falsificado os seus documentos de identificação e a sua assinatura, para firmar um contrato para a compra de um Peugeot num stand de automóveis em Évora. O documento da venda do automóvel tem data de 2009, ano em que Carla Alcaparra estava emigrada na Suíça.

A lesada só teve conhecimento da situação em Setembro de 2017, quando se dirigiu a uma dependência bancária em Benavente, a fim de contrair um empréstimo para a compra de uma habitação naquela vila. De imediato apresentou queixa na Polícia Judiciária. O caso seguiu para o Tribunal Judicial da Comarca de Portalegre, mas foi arquivado por prescrição pois já tinham passado mais de cinco anos sobre os factos. “Como é que eu podia intervir mais cedo se não sabia que tinha sido burlada?”, questiona.

Notícia completa na edição em papel já nas bancas

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo