Sociedade | 14-07-2018 20:15

Acessibilidades deficientes em igrejas de Coruche

Problema já tinha sido apresentado pelo pároco no ano passado.

O presidente da Câmara de Coruche, Francisco Oliveira (PS), confessa estar preocupado com a falta de acessibilidades à Igreja Matriz e à Igreja de São Pedro para quem tem mobilidade reduzida, já que não há rampas de acesso aos templos. De acordo com o autarca, o problema já tinha sido apresentado pelo pároco no ano passado.

Na altura, explica, a câmara ainda fez uma candidatura para financiamento no âmbito das acessibilidades públicas mas a mesma não foi aprovada. “Entretanto, a câmara começou a intervir no centro histórico e prevemos que essa questão de acessibilidade na Igreja Matriz seja resolvida. Fica por resolver a situação da Igreja de São Pedro”, adianta.

O assunto foi abordado pelo vereador Moreira da Silva (CDU), questionando que diligências foram tomadas pela autarquia para resolver a falta de acessibilidades das pessoas com mobilidade reduzida à Igreja Matriz e à Igreja de São Pedro. É que, adianta, quem está em cadeira de rodas não tem qualquer acesso aos locais. “A única solução para essas pessoas entrarem na igreja é indo de maca”, confessa o vereador.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo