Sociedade | 18-07-2018 16:02

Cartaxo reforça medidas de segurança na sequência de assaltos em freguesias

Cartaxo reforça medidas de segurança na sequência de assaltos em freguesias

O município vai ainda pedir uma audiência ao Ministério da Administração Interna, para solicitar o reforço dos meios.

As freguesias do concelho do Cartaxo vão passar a ter patrulhamento apeado e acções de sensibilização das populações, medidas acordadas entre a autarquia e o posto local da GNR depois da ocorrência de vários assaltos.

A Câmara do Cartaxo afirma que promoveu na terça-feira uma reunião com os responsáveis das juntas de freguesia do concelho e da Guarda Nacional Republicana (GNR), “na sequência dos assaltos ocorridos na última semana em algumas freguesias do concelho”.

Os dados estatísticos apresentados pela GNR apontam para uma diminuição da criminalidade comparativamente ao ano passado, mostrando que, em período homólogo de 2017, foram registadas 179 ocorrências de crimes de atentado contra o património e 19 ocorrências de crimes contra pessoas idosas, números que, em 2018, desceram para 79 e 13, respectivamente, afirma a nota.

“São menos 100 ocorrências (de atentado contra o património), número bastante significativo e representativo do esforço que temos feito para assegurar um maior patrulhamento em todas as freguesias do Cartaxo”, declarou o comandante do posto da GNR do Cartaxo, Paulo Belchior, citado no comunicado.

Para o presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, os números “são um bom indicador” e reflectem a boa coordenação entre serviços municipais, juntas de freguesia e forças de segurança na “implementação de diversas ações de vigilância”, mas o facto de a taxa de diminuição dos crimes contra pessoas idosas não ser “tão elevada” requer “máxima urgência” na realização de ações de sensibilização e prevenção.

“Como resultado da reunião, ficou o acordo de reforçar o patrulhamento apeado em todas as freguesias e a implementação de um programa de acções de sensibilização de prevenção contra o furto e burla dirigido a toda a população”, afirma o comunicado.

O município vai pedir uma audiência ao Ministério da Administração Interna, para solicitar o reforço dos meios humanos e operacionais do Posto Territorial da GNR do Cartaxo, acrescenta.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo