Sociedade | 22-07-2018 13:38

O fim dos toiros de lide agravaria os problemas ambientais

O fim dos toiros de lide agravaria os problemas ambientais

Se as vastas zonas de pastagens fossem ocupadas por outras actividades humanas isso seria prejudicial em termos ambientais.

Os chamados toiros de lide vivem em liberdade em extensões de terreno que lhes permitem estar no seu habitat natural, num regime semi-selvagem. Como essas grandes extensões de terreno não são cultivadas, isso permite que ali se desenvolvam as mais diversas espécies de fauna e flora, constituindo as ganadarias, verdadeiras reservas ecológicas e da biodiversidade.

Esta foi a principal mensagem transmitida durante o colóquio “O Toiro Bravo e a sua Importância para a Natureza”, integrado na XXIX Semana da Cultura Tauromáquica, em Vila Franca de Xira, para o qual a organização convidou dois ganadeiros.

Notícia completa na edição em papel já nas bancas

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo