Sociedade | 24-07-2018 10:48

Empresário de Almeirim foi passear o cão e ficou preso num banco de areia no Tejo

Empresário de Almeirim foi passear o cão e ficou preso num banco de areia no Tejo

Esteve uma hora retido com água pela cintura até ser resgatado pelos bombeiros

Um empresário de Almeirim, de 36 anos, foi passear o cão para a zona do Porto da Courela, na Tapada, concelho de Almeirim, e esteve uma hora preso num banco de areia no Tejo, até ser resgatado juntamente com o animal, da raça Rottweiler, pelos bombeiros. A situação, que se deveu a uma subida repentina do caudal, ocorreu ao final do dia desta segunda-feira, 23 de Julho, obrigou a uma operação dos bombeiros, com algum aparato porque envolveu vários meios.

Segundo o que O MIRANTE conseguiu apurar, o empresário costuma ir para o local com o cão. Mas desta vez o animal atirou-se ao rio e o dono lançou-se à água para tentar retirar o animal para a margem. Quando agarrou no animal é que se apercebeu que não conseguia regressar à margem devido à subida do caudal e à forte corrente que entretanto se fez sentir. A esposa do empresário lançou o alerta cerca das 20h15. O dono de uma empresa de trabalho temporário quando foi resgatado estava com água até perto da cintura.

Após o alerta foi mobilizada uma equipa de cinco elementos dos Bombeiros de Almeirim, que devido às condições do rio e ainda demoraram uma hora a chegar ao empresário e ao cão. Apesar do homem e do cão estarem exaustos, nenhum deles precisou de cuidados médicos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo