Sociedade | 02-08-2018

Obras no infantário de Fazendas de Almeirim com crianças no interior

1 / 4
Obras no infantário de Fazendas de Almeirim com crianças no interior
2 / 4
Obras no infantário de Fazendas de Almeirim com crianças no interior
3 / 4
Obras no infantário de Fazendas de Almeirim com crianças no interior
4 / 4
Obras no infantário de Fazendas de Almeirim com crianças no interior

Instituição garante que a segurança das crianças está assegurada perante críticas dos pais

As obras de substituição da cobertura do infantário da Associação de Apoio às Famílias de Fazendas de Almeirim estão a causar críticas dos pais, que contentam o facto de o espaço estar a ser frequentado pelas crianças enquanto decorrem os trabalhos. Mas a presidente da instituição do concelho de Almeirim, Maria Manuela Fidalgo, garante que está assegurada a segurança dos utentes.

Maria Manuela Fidalgo, em declarações a O MIRANTE, refere que “Os pais não se têm de preocupar. O edifício está a funcionar normalmente”, realçando que “a única limitação é o recreio mas, está tudo devidamente vedado e as crianças não têm qualquer acesso à zona onde estão a operar as máquinas”.

As obras eram para estar concluídas a 1 de Agosto, dia em que reabriu o infantário, mas houve um atraso nos trabalhos. A presidente da instituição particular de solidariedade social prevê que as obras se prolonguem por mais duas semanas.

As obras, estão a decorrer desde o início de Julho com o objectivo de substituir a cobertura em amianto. Durante os trabalhos detectou-se que as empenas e pilares na zona do telhado precisavam de ser reforçados, o que atrasou a empreitada. A direcção, refere Maria Manuela Fidalgo, reuniu-se com os pais na terça-feira, 31 de Julho, para dar conta da situação.

Criada em 1996, a Associação de Apoio às Famílias de Fazendas de Almeirim oferece actualmente as valências de creche, jardim-de-infância, ATL, centro de dia e apoio domiciliário.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo