Sociedade | 10-08-2018 12:30

Agricultor morre em seara da Azinhaga uma hora e meia após pedido de socorro

Agricultor morre em seara da Azinhaga uma hora e meia após pedido de socorro
Foto ilustrativa

Devido à dimensão da propriedade bombeiros e GNR demoraram uma hora e meia a encontrar Rui Cordeiro

Rui Cordeiro, agricultor de 75 anos, foi encontrado morto na sua seara em Azinhaga, esta quinta-feira, 9 de Agosto, uma hora e meia após o alerta. O agricultor sentiu-se mal no seu campo de milho e os bombeiros tiveram dificuldades em encontrá-lo nos 16 hectares de terreno.

O alerta chegou aos bombeiros da Golegã às 16h35 e foi dado pela esposa da vítima. Segundo Luís Pratas, adjunto de comando dos bombeiros da Golegã, o agricultor telefonou à esposa avisando que se estaria a sentir mal, tendo esta ligado de imediato aos bombeiros que se dirigiram ao local com uma ambulância de socorro e dois elementos.

Devido às dificuldades em encontrar Rui Cordeiro, foram mobilizados mais dez operacionais e quatro viaturas dos bombeiros. As buscas continuaram durante a tarde com a ajuda de outros 15 operacionais da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Torres Novas, Golegã, Chamusca e Barquinha.

A vítima foi encontrada por volta das 18h00, inconsciente e em paragem cardiorrespiratória. Depois de verificado o óbito, ainda no local, o corpo foi encaminhada para o gabinete de Medicina Legal de Abrantes.

Estiveram presentes no local o comandante do destacamento da GNR de Torres Novas e Ana Caixinha, chefe de gabinete de apoio pessoal da autarquia da Golegã.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo