Sociedade | 15-08-2018 18:10

Vandalismo tira bicicletas das ruas de Santarém

Vandalismo tira bicicletas das ruas de Santarém

Velocípedes da rede de uso partilhado criada pelo município têm sido alvo de constantes danos.

A Câmara Municipal de Santarém retirou as bicicletas de uso partilhado que tinha estacionadas em vários pontos da cidade por não estarem em condições de circular devido, na maior parte dos casos, a acções de vandalismo. Danos nos pedais, nas rodas ou nos guiadores e roubo de peças fazem parte da lista de danos inventariada pela autarquia.

“Lamentavelmente, continuamos a colocar as bicicletas e no mês seguinte temos que as recolher por causa dos danos”, disse a O MIRANTE a vice-presidente da Câmara de Santarém, Inês Barroso. Os veículos foram removidos para reparação e a autarquia já ponderou a aquisição de outro tipo de bicicletas, mais resistentes, para continuar a proporcionar esse serviço que, valha a verdade, não tem contado com grande adesão por parte dos escalabitanos.

A situação tem sido recorrente desde que se implementou esse serviço e as bicicletas já estiveram fora de serviço anteriormente. Em Junho de 2016, a Câmara de Santarém reactivou a rede após alguns meses fora de serviço para reparação dos veículos. Na altura, o presidente da autarquia, Ricardo Gonçalves (PSD), deixava o seguinte apelo na sua página na rede social Facebook. “Estes equipamentos têm sido alvo de várias acções de vandalismo. Apelamos à boa utilização do serviço de Bike Sharing que colocamos ao dispor de todos”.

Em Março de 2012 o município implementou a rede de bicicletas de uso partilhado que possibilitou andar de bicicleta pela cidade de forma gratuita mediante o uso de um cartão. Para o efeito adquiriu quarenta veículos por ajuste directo à empresa Soltráfego que custaram cerca de 90 mil euros, tendo a aquisição sido comparticipada por fundos comunitários em cerca de 72 mil euros.

O projecto contava inicialmente com três postos, no Jardim da Liberdade, junto à estação dos CTT e junto ao Instituto Politécnico de Santarém. Entretanto foi criado um novo posto junto à Escola Secundária Sá da Bandeira. Actualmente estão todos fora de serviço.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo