Sociedade | 16-08-2018 13:50

Jovem arquitecto de Tomar quer mudar o mundo a fazer casas de adobe

Jovem arquitecto de Tomar quer mudar o mundo a fazer casas de adobe
Os adobes são tijolos de terra crua, água e palha ou outras fibras naturais

Fábio Mendes promoveu curso de construção em que o principal material é a terra.

De mãos e barba sujas de lama, mas de sorriso rasgado no rosto, foi assim que O MIRANTE encontrou Fábio Mendes, de 28 anos, na sua aldeia natal, na freguesia de Paialvo, em Tomar.

Em grande azáfama andam cerca de seis participantes do curso de arquitectura e construção em terra, cúpula de adobes, organizado por Fábio, formado na Universidade de Arquitectura de Lisboa, com uma tese de mestrado em Arquitectura de Reintegração Social Sustentável.

No grupo que frequenta a formação encontramos sobretudo estudantes de arquitectura ou arquitectos cansados dos projectos convencionais. O factor aglutinador é a curiosidade e o prazer de descobrir novas formas de construção mais ecológica e sustentável.

Cristina tem 26 anos, é de Tomar e estuda arquitectura na Universidade de Coimbra. Enquanto ajeita com as mãos o reboco, em terra e palha, de um dos pórticos, diz que teve conhecimento do curso pelas redes sociais e veio impelida a aprender um novo método de construção.

REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO EM PAPEL JÁ NAS BANCAS

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo