Sociedade | 17-08-2018 07:50

Agressões entre trabalhadores da Câmara de Benavente acabam no Ministério Público

Trabalhador acusado de agredir e ameaçar colega recebeu repreensão escrita.

Dois trabalhadores da Câmara de Benavente envolveram-se em agressões físicas e verbais e agora vão ter de responder em tribunal por eventuais crimes de ofensa à integridade física. A recomendação é da jurista que conduziu o processo disciplinar interno aos factos, considerando que além da sanção aplicada internamente ao agressor – uma repreensão escrita – os factos serão também reportados ao Ministério Público, através da Procuradoria do Juízo Local Criminal de Benavente, da Comarca de Santarém.


O relatório final do processo disciplinar instaurado pelo município foi aprovado numa das últimas reuniões do executivo, com os votos a favor da maioria CDU que gere o município e os votos contra do PS e do PSD.


Os factos provados remontam a Janeiro deste ano, em data não concretamente apurada, pelas 09h15, no estaleiro municipal de Samora Correia, quando três trabalhadores aguardavam por transporte da câmara que os levasse ao local onde deveriam executar várias marcações de vias.


A dada altura um dos trabalhadores, que se sentia perseguido por outro, tentou dar um soco na cara do colega, este desviou-se e o murro atingiu-o num ombro.

NOTÍCIA COMPLETA NA EDIÇÃO EM PAPEL JÁ NAS BANCAS

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo