Sociedade | 24-08-2018 18:03

322 sepulturas e jazigos ao abandono no cemitério de Vila Franca de Xira

322 sepulturas e jazigos ao abandono no cemitério de Vila Franca de Xira
Familiares com jazigos ao abandono no cemitério de Vila Franca de Xira têm dois meses para regularizar a situação ou eles passam para a posse da câmara

Município já começou a implementar um plano de requalificação do espaço.

O cemitério de Vila Franca de Xira tem 322 sepulturas e jazigos que indiciam estar ao abandono e os familiares dos falecidos têm 60 dias para regularizar a titularidade dos espaços. Caso tal não aconteça, o município vai tomar posse administrativa dos espaços abandonados e respectivos materiais. O edital assinado pelo presidente do município, Alberto Mesquita, foi publicado na última semana no âmbito da mais vasta requalificação do cemitério que está em curso.

As 322 sepulturas em estado de abandono dizem respeito a concessões perpétuas concedidas pela câmara há décadas e estão “visivelmente degradadas”. Os serviços municipais não têm conseguido encontrar os proprietários. Caso os jazigos e sepulturas não venham a ser reivindicados, a câmara pode declarar a caducidade da concessão, apropriando-se dos mesmos para sua posse, conforme o artigo 61º do regulamento do cemitério municipal de Vila Franca de Xira.

Os interessados poderão fazer a regularização das situações verificadas contactando o cemitério, pessoalmente ou através do telefone 263285611 ou o e-mail higienepublica@cm-vfxira.pt. Os jazigos e sepulturas em causa estão identificados e listados no edital.

NOTÍCIA DESENVOLVIDA NA EDIÇÃO EM PAPEL JÁ NAS BANCAS

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo