Sociedade | 24-08-2018 07:58

“Gosto de pessoas que sabem sonhar e vão atrás de objectivos”

“Gosto de pessoas que sabem sonhar e vão atrás de objectivos”

Cláudia Azevedo tem 39 anos, é casada, mãe de três filhos e mulher de negócios num país que ainda não cumpre a igualdade de género.

Alverca já foi um dormitório para mim mas agora é onde faço toda a minha vida. Nasci em Lisboa e aos nove anos vim morar para Alverca mas continuei a estudar na capital e era lá que tinha os meus amigos. Licenciei-me em Gestão de Empresas e comecei por trabalhar por conta de outrem em Lisboa.


Enquanto trabalhava em Lisboa vim morar para Alverca. Deixar a capital significou ter mais qualidade de vida. Mais tarde achei que trabalhar em Lisboa não era o meu caminho e decidi trabalhar em Alverca. Para mim fazia todo o sentido ter um negócio próprio e estar perto da zona onde resido. É uma mais-valia e uma motivação.


No tecido empresarial português houve uma espécie de selecção natural e só os melhores e mais fortes resistiram. Quando fundei a Accounting Advantage, em 2008, Portugal enfrentava uma crise financeira. Nessa altura todas as empresas que andavam a definhar e a fazer maus trabalhos desapareceram. É um dos resultados das crises.


Sinto que nos últimos anos tem havido uma mudança para melhor no tecido empresarial. As empresas tornaram-se mais dinâmicas, mais profissionais e com vontade de quererem fazer mais e melhor. Dessa forma, a Accounting Advantage cresceu e as empresas, nossas clientes, cresceram connosco.


ENTREVISTA COMPLETA NA EDIÇÃO EM PAPEL JÁ NAS BANCAS

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo