Sociedade | 07-09-2018 12:34

Centro Escolar de Santa Margarida reabre apesar dos maus cheiros continuarem

Equipamento foi encerrado pela Câmara de Constância no dia 6 de Abril, que agora o vai reabrir apesar do Delegado de Saúde não o aconselhar.

O Centro Escolar de Santa Margarida da Coutada, concelho de Constância, encerrado no dia 6 de Abril deste ano devido aos maus cheiros existentes no edifício, vai reabrir a 17 de Setembro para o novo ano lectivo apesar do odor desagradável e de origem desconhecida continuar e de o Delegado de Saúde do Médio Tejo não o recomendar.

A informação foi avançada pelo vice-presidente do município, Jorge Pereira (PS), na reunião do executivo de 30 de Agosto. Para já, refere o autarca, a câmara isolou os locais de onde vinham os maus cheiros e fez as intervenções necessárias.

“Agora que o cheiro já não se encontra no interior e não prejudica as crianças porque vem do exterior, vamos reabrir, sendo que vamos continuar a monitorizar diariamente a qualidade do ar e aguardar o relatório da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) para saber qual o foco dos maus cheiros”, adianta Jorge Pereira.
O assunto foi abordado pela vereadora Júlia Amorim (CDU) questionando o que há de novo para que o município decidisse reabrir o centro escolar. É que, refere a autarca, se o Delegado de Saúde não recomenda e a APA ainda não se pronunciou “não se entende esta reabertura”.

A Câmara de Constância encerrou o Centro Escolar de Santa Margarida da Coutada a 6 de Abril depois dos maus cheiros de origem desconhecida se intensificarem. Na altura, o presidente do município, Sérgio Oliveira (PS), explicava que o cheiro a ovos podres começou no ano lectivo 2015-2016, mas como entretanto se agravou, a câmara decidiu fechar portas.

Os alunos foram transferidos para o Centro Escolar de Constância, tendo sido feitos estudos à qualidade do ar e algumas intervenções no estabelecimento escolar.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo