Sociedade | 12-09-2018 18:30

Comandante da GNR de Aveiras de Cima suspenso do serviço

Em causa alegadas irregularidades envolvendo serviços gratificados.

O comandante do posto da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Aveiras de Cima, concelho de Azambuja, está suspenso de funções desde o final de Agosto e a ser investigado pelo comando nacional por alegadas irregularidades envolvendo serviços gratificados.
Fonte da GNR confirma que estão em curso diligências para apurar a situação e, caso necessário, para avançar com o respectivo procedimento criminal. Em causa estarão serviços gratificados cobrados pelo militar junto de câmaras municipais mas que não terão sido efectuados. Alguns serviços seriam mesmo uma competência normal daquela força de segurança.
O militar foi afastado do cargo de comando, que foi entretanto assumido por outro militar da GNR vindo do destacamento de Alenquer. Em Aveiras de Cima vários moradores especulam referindo que em causa estarão “centenas de euros” cobrados indevidamente durante vários anos. Poucas pessoas na zona dizem conhecer o militar, descrevendo-o como sendo uma pessoa austera mas justa e que frequenta pouco os estabelecimentos comerciais da zona.
O MIRANTE tentou contactar directamente o militar em causa mas tal não foi possível até à data de fecho desta edição.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo