Sociedade | 10-10-2018 10:22

Homicida de Marinhais fica em prisão preventiva

Vitorino Neves matou João Calado depois de uma discussão sobre futebol.

Vitorino Neves, de 54 anos vai aguardar julgamento em prisão preventiva depois de ter morto com uma faca, João Calado, 56 anos, na noite de domingo, em Marinhais.


O caso ocorreu no domingo, 7 de Outubro, junto ao café “Tonito” no centro da vila. O incidente ocorreu pelas 19h23. A vítima, segurança privado, tinha estado no estabelecimento a assistir ao jogo entre o Benfica e o Porto quando entrou numa acesa discussão com Vitorino Neves. O golpe foi dado já em plena via pública. João entrou em paragem cardiorrespiratória e acabou por não resistir aos ferimentos, tendo o óbito sido declarado no local.


O autor da facada, residente perto do local onde João Calado vivia, foi detido pouco depois do crime a cerca de 100 metros do local, pela GNR de Marinhais. O caso foi entregue à Polícia Judiciária.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo