Sociedade | 05-11-2018 12:24

Rota Cultural e Etnográfica liga Abrantes, Sardoal e Mação

A Rota nasceu da proposta do cidadão António Louro e foi vencedora do Orçamento Participativo Portugal 2017.

O município de Abrantes aprovou a 30 de Outubro a minuta do protocolo referente à Rota Cultural e Etnográfica das Ribeiras da Arcês e do Rio Frio e do Rio Tejo, a celebrar entre a Direcção Geral do Património Cultural (DGPC), a Associação Cultural das Rotas de Mouriscas e os Municípios de Abrantes, Sardoal e Mação.

O protocolo estabelece as condições de colaboração entre a DGPC e os três municípios. À Associação Cultural das Rotas de Mouriscas cabe o papel de efectivar as condições para o desenvolvimento da Rota.

O projecto, a executar por uma equipa multidisciplinar que integra representantes das entidades envolvidas no protocolo, consiste na identificação e levantamento do património natural (vestígios, pontes, azenhas, grutas, etc.), industrial urbano e histórico dos vales do Tejo, das ribeiras de Arcês e do Rio Frio; sinalização de obras de valor cultural, estabelecendo itinerários de acesso aos mesmos, promovendo a sua segurança e a sua divulgação.

O investimento ronda os 80 mil euros e é assegurado pelo Estado, através da DGPC.

A Rota nasceu da proposta do cidadão António Louro e foi vencedora do Orçamento Participativo Portugal 2017.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo