Sociedade | 16-12-2018 10:00

Leilão da fábrica de açúcar de Coruche não chega para pagar aos credores

Leilão da fábrica de açúcar de Coruche não chega para pagar aos credores

Nenhum dos interessados quis comprar o património na totalidade.

O leilão da refinaria de açúcar DAI - Sociedade de Desenvolvento Agro-Industrial S.A., localizada em Coruche, rendeu cerca de 2,4 milhões de euros, valor que ficou muito longe dos 8,1 milhões de euros que rondam o total da dívida e também insuficiente para pagar aos trabalhadores os 3 milhões de euros que reclamam. O leilão decorreu na sexta-feira, 7 de Dezembro.

Dos cerca de 50 licitadores inscritos, nenhum licitou a proposta base de 8,1 milhões de euros, para a venda na globalidade daquele património. Três milhões de euros foi a oferta máxima, que não foi aceite pelos representantes dos três bancos credores hipotecários (Millenium BCP, Montepio Geral e Santander Totta).

Notícia completa na edição de O MIRANTE já nas bancas

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1390
    13-02-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1390
    13-02-2019
    Capa Médio Tejo