Sociedade | 17-12-2018 15:00

Cheira bem, cheira a cannabis

Cheira bem, cheira a cannabis
CARTOON DA NOTÍCIA

Portugal legalizou a produção de cannabis para fins medicinais e terapêuticos mediante um conjunto rígido de licenciamentos e autorizações estatais.

Portugal legalizou a produção de cannabis para fins medicinais e terapêuticos mediante um conjunto rígido de licenciamentos e autorizações estatais. Na última semana o assunto veio a lume em Vila Franca de Xira depois do empresário Fernando Palha ter ido questionar o executivo, durante a reunião pública de câmara, se este vê com bons olhos ou se tem algum preconceito acerca da possibilidade de, num futuro próximo, se vir a produzir cannabis na cidade.

O projecto ainda não foi entregue mas o empresário notou que há um velho armazém, na rua Cais de Povos, onde em tempos funcionou um stand de automóveis, que tem 4 mil metros quadrados de área coberta e outros 4 mil de área descoberta que seriam ideais para esses fins. O presidente da câmara, Alberto Mesquita, notou que não tem nada “nem contra nem a favor” que se cultive cannabis, desde que a mesma se faça cumprindo todos os preceitos da lei e que as plantas ali cultivadas apenas sirvam para fins medicinais. Mesmo assim o melhor será apostar forte na segurança.

É que não faltará gente a querer roubar umas plantas para provar os afamados efeitos calmantes dessas plantas...

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº1391
    20-02-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº1391
    20-02-2019
    Capa Vale Tejo