Sociedade | 29-12-2018 18:00

Moradores do Forte da Casa queixam-se de esgoto que inunda armazém e escorre pelo passeio

Moradores do Forte da Casa queixam-se de esgoto que inunda armazém e escorre pelo passeio
SAÚDE PÚBLICA

Situação é proveniente de habitação ilegal e há um ano e meio que está por resolver.

Vários moradores e comerciantes da Rua General Humberto Delgado, no Forte da Casa, estão revoltados com um esgoto que está a escorrer a céu aberto para o passeio, junto aos números 21 e 23 e querem que o problema seja resolvido rapidamente porque, dizem, está em causa a higiene e salubridade pública.

O problema deriva de um anexo ilegal, construído paredes-meias com o armazém dos empresários António e Nuno Maltez. O anexo foi construído num terreno situado no meio de vários prédios pelo que não é visível da rua, apenas pelas janelas dos apartamentos contíguos. Os esgotos do anexo estão a ser despejados directamente para a caixa de ar do edifício 21, sem ligação a uma conduta do município, o que significa que cada vez que o autoclismo é puxado a água entra no armazém e daí escorre para a via pública.

Notícia completa na edição de O MIRANTE já nas bancas

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº1391
    20-02-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº1391
    20-02-2019
    Capa Vale Tejo