Sociedade | 07-01-2019 10:20

Mais um ataque de cães vadios a ovelhas no concelho de Abrantes

Mais um ataque de cães vadios a ovelhas no concelho de Abrantes

Cinco animais mortos numa semana em Mouriscas.

Cinco ovelhas foram mortas num terreno em Casal das Varandas, Mouriscas, num ataque de cães vadios, que vagueiam por esta freguesia do concelho de Abrantes. Na véspera de ano novo, 31 de Dezembro, quatro ovelhas não resistiram ao ataque. No sábado, 5 de Janeiro, morreu mais uma vítima de mordeduras graves. Os proprietários do rebanho, os irmãos Teresa e Alcino Serras, apresentaram queixa na GNR.

Nos últimos tempos têm sido vários os casos de ovelhas mortas no concelho de Abrantes. No dia 13 de Dezembro sete ovelhas e oito borregos foram mortos num ataque de cães, numa propriedade vedada junto à zona industrial de Alferrarede, em Abrantes. Jorge Dias, proprietário do rebanho, já teve outros ataques ao seu rebanho, tendo já perdido um total de 18 ovelhas e 26 borregos. Em Novembro do ano passado, Jorge Dias dizia ao nosso jornal que tinha perdido cerca de 150 ovelhas nos cinco anos anteriores, mortas por cães na zona de Abrantes.

O veterinário municipal de Abrantes, Pedro Godinho, já tinha dito, aquando de um dos casos, que já foram capturados alguns cães, mas como não tinham chip tornava-se difícil apurar quem eram os seus proprietários. O médico reconhecia também as dificuldades em controlar a situação. “É um problema que temos e que não sabemos como resolver. Apanhar cães em terreno aberto não é fácil”, dizia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1407
    13-06-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1407
    13-06-2019
    Capa Médio Tejo