Sociedade | 12-01-2019 18:00

Quase cinco mil sem médico de família no Cartaxo

Quase cinco mil sem médico de família no Cartaxo

Presidente da Câmara pede audiência urgente à ministra da Saúde.

O presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Ribeiro (PS), pediu uma audiência à ministra da Saúde, com carácter de urgência. Em causa estão as preocupações ao nível da falta de médicos de família na Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) do Cartaxo e das obras necessárias na Unidade de Saúde Familiar (USF) D. Sancho I, em Pontével.

A manutenção do serviço da Extensão de Saúde de Valada é outra das preocupações que o autarca vai levar à ministra, uma vez que serve “uma população de uma freguesia isolada devido à distância geográfica, com uma situação socioeconómica frágil e com carências de transportes públicos”.

A falta de médicos de família centra-se na UCSP, que partilha as instalações com a USF Cartaxo, com sede no Cartaxo. Ao todo são cerca de cinco mil utentes sem médico de família no concelho.

De realçar que a USF Cartaxo e a UCSP partilham instalações mas apresentam desigualdade no quadro de pessoal médico. Enquanto a USF tem 9.258 utentes inscritos e, a 31 de Dezembro de 2018, tinha a cobertura total de médico de família, a USCP apresentava 4.954 utentes sem médico de família, para um total de 4.987 utentes inscritos, sendo que esta unidade conta com três médicos, um dos quais em situação de prestação de serviços e outro em situação de doença prolongada.

Quanto à USF D. Sancho I, com sede em Pontével, Pedro Ribeiro destaca a necessidade de intervenções de manutenção e melhoria das infraestruturas, nomeadamente ao nível de pinturas gerais, reforço de isolamentos e reparação de áreas do pavimento.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1407
    13-06-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1407
    13-06-2019
    Capa Médio Tejo