Sociedade | 19-04-2019 10:00

Presidente de Azambuja critica vereador por ter furado o protocolo

Presidente de Azambuja critica vereador por ter furado o protocolo
AZAMBUJA
Luís de Sousa e António Matos

Líder do município lamentou a atitude do seu camarada de partido António Matos aquando da visita do Presidente da República.

O presidente da Câmara Municipal de Azambuja, Luís de Sousa (PS), criticou publicamente em reunião do executivo o vereador António Matos (PS) devido à intervenção de improviso que este protagonizou durante a jornada de reflexão sobre a economia social que decorreu na vila e onde estava o Presidente da República.

Luís de Sousa considera que se tratou de uma falta de respeito de António Matos para com o Chefe de Estado ao quebrar o protocolo e subir ao púlpito para reclamar igualdade de tratamento na redução dos preços dos passes sociais entre as várias regiões do país. O presidente da câmara quis ainda esclarecer que desconhecia as intenções de António Matos e que, caso soubesse, não a teria consentido. Acrescentou a O MIRANTE que o vereador “estava no direito de se manifestar num momento mais apropriado”, considerando que “politicamente aquela atitude não foi correcta” e que “não devia ter feito aquilo que fez”.

Em resposta, já no final da reunião, António Matos não encontrou melhores palavras para se defender publicamente do que dizer que se acha uma pessoa bem-educada e boa pessoa e que os munícipes de Azambuja também o são.

Posteriormente, em declarações a O MIRANTE, António Matos disse que não é “subserviente” e que “no dia em que tiver de ser mal-educado para defender os interesses da população do concelho”, o será sem qualquer problema. Justificou ainda a sua atitude como forma de alertar o país para as desigualdades de tratamento no que toca aos passes sociais fora da Área Metropolitana de Lisboa (AML) e provar aos munícipes de Azambuja que a câmara se está a esforçar para conseguir uma redução justa para os utilizadores do concelho.

Recorde-se que o episódio ocorreu no momento em que Marcelo Rebelo de Sousa subiu a palco para discursar na sessão de encerramento da jornada nacional de reflexão sobre o tema “A economia social no Portugal 2030”, que decorreu a 29 de Março, em Azambuja, promovida pela Confederação Portuguesa de Economia Social (CPES).

A redução da tarifa para os utilizadores dos transportes públicos de Azambuja está a ser negociada pela Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CMLT) que ainda se encontra em contactos com a CP e com a Área Metropolitana de Lisboa, prevendo que essa medida só entre em vigor a 1 de Maio próximo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1404
    23-05-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1404
    23-05-2019
    Capa Médio Tejo