Foto Galeria | 10-06-2019

Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas

1 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
2 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
3 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
4 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
5 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
6 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
7 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
8 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
9 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
10 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
11 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
12 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas
13 / 13
Marco Bastinhas foi o melhor na corrida de homenagem a seu pai Joaquim Bastinhas

Realizou-se no passado dia 6, no Campo Pequeno, a corrida de homenagem a Joaquim Bastinhas, em que o triunfado foi outro Bastinhas, seu filho Marcos.

Um sugestivo cartaz, que ostentava os nomes de João Moura, Marcos Bastinhas, Cayetano Rivera Ordoñez, os grupos de forcados Amadores de Portalegre e da Chamusca, e um curro de toiros dos Herdeiros de Varela Crujo, não foram suficientes para que a lotação esgotasse como era previsto.

João Moura teve uma actuação esforçada, frente ao primeiro manso da noite. No seu segundo rubricou momentos de bom toureio.

Marcos Bastinhas, que há dois anos não actuava na arena capitalina, obteve dois estrondosos triunfos, com o público a render-se-lhe. No final saiu em ombros, pela Porta Grande.

Os Grupos de Forcados Amadores de Portalegre e da Chamusca, estiveram em bom plano, com pegas de caras por intermédio de Ricardo de Almeida e João Fragoso, enquanto que pelos segundos fizeram-no os irmãos Francisco e Bernardo Borges.

Cayetano Rivera Ordoñez que fazia a sua apresentação em arenas lusas, esteve solvente frente ao seu primeiro antagonista. Quanto à lide frente ao que encerrou a função, um bravo toiro, aproveitou as boas características do oponente para realizar uma bela faena.

Bom curro de toiros, com excepção do primeiro, destacando-se os corridos em quinto e sexto lugar.

Texto e imagens de Henrique de Carvalho Dias

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Médio Tejo