Guarda Rios | 21-02-2021 07:00

E uma vacina para o bairrismo, não há?

O eterno bairrismo entre Samora Correia e Benavente (ou Benavente e Samora Correia, para não ferir susceptibilidades) voltou a dar sinal.

O eterno bairrismo entre Samora Correia e Benavente (ou Benavente e Samora Correia, para não ferir susceptibilidades) voltou a dar sinal com a campanha de vacinação contra a Covid-19. Como o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) escolheu como posto de vacinação o Centro Cultural de Samora Correia e dispensou o de Benavente, porque não se justificava o funcionamento de dois, choveram logo comentários dos habitantes mais bairristas, que continuam a não conseguir aceitar que a sede do concelho continue a ser vila e Samora Correia seja cidade. Resta agora saber se algum deles diz que não quer a vacina... porque recusa ir à cidade.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1496
    10-02-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1496
    10-02-2021
    Capa Vale Tejo