O MIRANTE dos Leitores | 10-09-2019 19:00

Financiar chouriços e não cumprir lei que obriga a pôr publicidade nos jornais regionais

Financiar chouriços e não cumprir lei que obriga a pôr publicidade nos jornais regionais
O MIRANTE DOS LEITORES

É bom que os cidadãos que gostam de ler jornais e sabem que sem uma imprensa livre e independente não há democracia.

É bom que os cidadãos que gostam de ler jornais e sabem que sem uma imprensa livre e independente não há democracia tenham conhecimento das dificuldades por que passam jornais como O MIRANTE que, nesta região, é praticamente o único jornal regional em papel e aquele que, com todas as dificuldades, ainda vai dando notícias.

Os outros que ainda sobrevivem, quase exclusivamente na internet, funcionam meramente como agregadores de notas de imprensa e comunicados oficiais, facilitando a vida a quem se interessa por informação institucional, é certo, porque não têm que andar a visitar todos os sites de autarquias e instituições, mas abdicando de ter agenda própria e fazer jornalismo.

Li o texto da última página da edição de 29 de Agosto, assinado por JAE e com o título “Para onde vão os jornais em tempo de crise?”, como reafirmação da postura de sempre do jornal e da sua independência. Escreve ele: “ Estou longe de defender a intervenção do Governo para salvar jornais ou televisões, mas acho que vale a pena continuar a denunciar os que governam e alguns que são governados chamando-lhes hipócritas e mentirosos”.

Respondendo indirectamente aos que defendem uma intervenção do Estado a nível dos meios de comunicação social, o director geral de O MIRANTE, sendo contra essa intervenção que, como se sabe criaria a possibilidade de o Estado controlar jornais, lembra que, no caso da imprensa regional, bastaria que o Estado cumprisse a legislação em vigor.

A lei diz que, lembra ele, o Governo português se obriga a dar à imprensa local e regional uma percentagem significativa do valor da publicidade institucional que publica nos órgãos de comunicação nacionais, coisa que não faz, nem nunca fez, diz ele e pode ser comprovado. Na realidade até poderia dizer muito mais, uma vez que os apoios do Estado à imprensa regional têm diminuído ou desaparecido de Governo para Governo.

Na realidade, para este e para todos os outros governos anteriores, tem sido sempre mais importante dar milhões para fábricas de chouriços do que para a imprensa regional.

Fernando de Carvalho

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Médio Tejo