O MIRANTE TV | 16-04-2019

Motoristas de matérias perigosas manifestam-se junto à CLC em Aveiras de Cima

O Governo já decretou situação de emergência energética, numa tentativa de garantir a concretização das operações de abastecimento de combustíveis. 

Numa altura em que os condutores fazem fila junto aos postos de abastecimento que ainda têm combustível, os motoristas de transporte de matérias perigosas em greve nacional, que se encontram às portas da Companhia Logística de Combustíveis (CLC), em Aveiras de Cima prometem não arredar pé, enquanto não tiverem uma palavra do Governo.

O Governo já decretou situação de emergência energética, numa tentativa de garantir a concretização das operações de abastecimento de combustíveis.

Do parque de combustíveis da CLC saíram ao final da tarde desta terça-feira, oito camiões carregados de combustível em direcção a Lisboa para abastecimento do Aeroporto Humberto Delgado.

O sindicato falava de uma adesão de 100 por cento, que não se veio a confirmar.

O Governo, a ANTRAN e o sindicato estão reunidos desde as 21h00.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1423
    03-10-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1423
    03-10-2019
    Capa Médio Tejo