O MIRANTE TV | 01-11-2019

Gerir uma empresa no feminino num sector tipicamente masculino

Galardão Mulher Empresária, Paula Borrego, administradora da Borrego Leonor & Irmão

Paula Borrego lidera uma empresa de mulheres num sector marcadamente masculino como é o sector agrícola. A empresária gere há oito anos a Borrego Leonor & Irmão, criada há 51 anos pelo pai, uma sociedade com sede em Almeirim, que inclui ainda a sua mãe e a sua irmã. Joaquim Borrego desligou-se por completo da empresa e só de vez em quando passa pelas instalações para cumprimentar os funcionários, nomeadamente os que mais tempo trabalharam com ele.

A empresária desde muito nova que ajudava o pai e fez de tudo um pouco na empresa, incluindo, como costuma referir, varrer o armazém. Quando assumiu a administração já tinha dezoito anos de casa e era a responsável pela área financeira.

Segundo ela, a vitalidade da Borrego Leonor & Irmão deve-se à honestidade, à existência de stocks para satisfazer as necessidades dos agricultores e ao facto de praticar bons preços. Neste momento a empresa prepara-se para estrear novas instalações na zona industrial da cidade de Almeirim, mantendo os espaços que já tem na Rua da Alagoa e na Estrada de Santarém. A empresa tem também uma loja em Salvaterra de Magos.

Um dos trabalhos de Paula Borrego, feito com a ajuda dos colaboradores é analisar o mercado, pesquisar preços de produtos e fazer os seus preços. Paula lidera também uma equipa de técnicos que visitam os agricultores nos campos e acompanham as sementeiras e as colheitas. Os primeiros dois anos na administração correram bem mas não foram muito fáceis, porque, explica, a empresa opera num sector marcadamente masculino e uma coisa é trabalhar na Borrego Leonor & Irmão e outra é ser a gestora.

A prova maior do seu valor tem sido dada no dia-a-dia. O trabalho intenso e dedicado, sobretudo entre Fevereiro e Junho, faz com que a empresa se mantenha no top ibérico de venda de factores de produção, a par das grandes empresas espanholas do sector. Tal situação enche Paula Borrego de orgulho e motiva-a a fazer cada vez mais.

Outro dos factores que dá segurança à empresária, fazendo com que a sua empresa se distinga no mercado é o facto de quase todos os funcionários serem licenciados, seja no acompanhamento técnico, seja no atendimento ao balcão, ou no escritório.

Paula Borrego desde cedo aprendeu que é preciso fazer uma gestão rigorosa, garantindo reservas financeiras já que trabalha num sector em que algumas vendas são feitas a crédito e as margens de lucro são baixas. Paula Borrego é casada e tem uma filha formada em engenharia agrónoma, que está actualmente no Japão a aprender a língua.

Nasceu no ano de fundação da empresa

Paula Borrego nasceu a 31 de Outubro de 1968, no mesmo ano em que foi fundada a empresa. Licenciou-se em economia e está na empresa há 26 anos. A Borrego Leonor & Irmão factura uma média de 28 milhões de euros anuais. Comercializa adubos, produtos fitofarmacêuticos, sementes e outros factores de produção, sendo a maior empresa de distribuição de factores de produção em Portugal.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1429
    13-11-2019
    Capa Médio Tejo