O MIRANTE TV | 03-02-2020

Azambuja em protesto contra o aterro

População queixa-se do mau cheiro e teme riscos para a saúde.

Perto de meia centena juntou-se na manhã desta segunda-feira, 3 de Fevereiro em frente à câmara municipal para dizer não ao aterro. Instalado às portas de Azambuja desde 2017, estava destinado a receber resíduos industriais não perigosos, mas nos últimos três meses com o aumento do mau cheiro e presença de centenas de aves, aquela estrutura começou a ser contestada pela população.

O aterro está a 300 metros de habitações e durante o dia é visível a entrada de dezenas de camiões carregados de resíduos vindos de várias partes da Europa. Tudo é depositado a céu aberto numa única célula que está perto de atingir a capacidade máxima.

O executivo municipal que reuniu enquanto duravam os protestos decidiu e comunicou à população que aquela autarquia não vai autorizar a abertura de novas células. Este e outros assuntos para acompanhar na próxima edição impressa de O MIRANTE, nas bancas à quinta-feira.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1443
    29-01-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1443
    29-01-2020
    Capa Vale Tejo