O MIRANTE TV | 12-06-2020

O dia em que um vereador do desporto matou a formação do Bragadense

A alegada intransigência do vereador do desporto da Câmara de Vila Franca de Xira, António Félix, terá condenado a formação de jovens jogadores de futebol no Grupo Recreativo e Desportivo Bragandense, da Póvoa de Santa Iria.

A alegada intransigência do vereador do desporto da Câmara de Vila Franca de Xira, António Félix, terá condenado a formação de jovens jogadores de futebol no Grupo Recreativo e Desportivo Bragandense, da Póvoa de Santa Iria.

De um dia para o outro 42 jovens atletas daquele clube do bairro das Bragadas abandonaram as instalações por não terem condições dignas para treinar.

Mesmo depois dos dirigentes terem suplicado uma solução urgente à câmara municipal.

O clube tem lutado desde então para não fechar portas e continuar a servir a comunidade.

O caso aconteceu poucos meses antes das últimas autárquicas. Os dirigentes do clube pediram à câmara, como o fazem há décadas, para que o município os ajudasse a instalar um sintético no campo pelado que ali existe. Foram recebidos pelo vereador do desporto mas o pedido não foi aceite.

O Bragandense é um dos dois clubes do concelho que ainda treinam em campos pelados. E sem um sintético corre o sério risco de ter os dias contados.

O actual campo foi criado em 1975, ano da fundação do clube, está em mau estado e já causou lesões graves aos atletas.

É uma reportagem para conferir na edição impressa de O MIRANTE que estará nas bancas a 18 de Junho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1463
    09-07-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1463
    09-07-2020
    Capa Vale Tejo