O MIRANTE | 20-02-2021

Funcionar como o departamento de marketing de cada cliente

Galardão Microempresa do Ano - Agência de Publicidade - Eva Cadima

A quebra inicial da facturação obrigou a um esforço redobrado de trabalho, mas a empresária conseguiu encontrar alternativas e manter o volume de facturação. A pandemia também trouxe novas necessidades para os clientes, às quais a microempresa conseguiu dar resposta.

Depois de mais de uma década a trabalhar na área da publicidade Eva Cadima decidiu abrir uma agência em nome próprio onde aposta na criatividade, no rigor e na qualidade em partes iguais. A Agência de Publicidade Eva Cadima surgiu há cerca de 10 anos e pretende ser o departamento de marketing de cada um dos seus clientes. O objectivo, revela Eva, é ajudar os clientes a crescer, para juntos poderem evoluir.

Quando iniciou aquela actividade a publicidade não era considerada essencial e traduzia-se apenas num investimento que se fazia na época natalícia, mas agora já é tida como imprescindível e há a noção de que quem não aparece esquece. A preocupação com a imagem é uma realidade e quando se pensa abrir uma empresa, seja qual for o ramo de actividade, o primeiro passo é a criação de uma imagem, de um logótipo, da decoração do espaço, da montra, das viaturas e até do próprio fardamento. Hoje há orgulho em mostrar a empresa na roupa que se veste todo o dia, por isso a Eva Cadima aposta em materiais de qualidade para que os colaboradores se sintam e pareçam bem.

O crescimento sustentado e constante têm sido regra na microempresa que se ressentiu em 2020 com a pandemia. Assustada com uma quebra de mais de metade da facturação habitual, Eva não baixou os braços. Trabalhou o dobro e conseguiu encontrar alternativas e manter o volume de facturação do ano anterior.

Entre as oportunidades de negócio que surgiram com a pandemia estiveram as decorações de viaturas, uma vez que as empresas aproveitaram o facto de terem as frotas paradas; a criação de micro-sites, para clientes que ainda não tinham qualquer presença online; e a criação de máscaras personalizadas.

Inicialmente Eva foi reticente em vender artigos associados à Covid, contudo percebeu que as máscaras são também uma forma de comunicar e apostou em dois modelos certificados que tem adaptado à imagem de várias empresas, instituições e organismos públicos da região.

O segundo confinamento trouxe a oportunidade de investir no conforto e em melhores condições para receber os clientes na agência. Eva arregaçou novamente as mangas e transformou o espaço, que serve também para mostrar aos clientes novas soluções.

Apesar de ser uma microempresa a Eva Cadima movimenta mais de duas dezenas de pessoas com funções diversas. Entre o leque de produtos e serviços disponibiliza design gráfico, brindes promocionais, personalização têxtil, gravação laser, decoração de viaturas e de montras, reclamos e muito mais. Parte com produção própria e outra parte recorrendo a parceiros.

O galardão de microempresa do ano foi recebido com surpresa e agrado. “Já tenho o reconhecimento dos meus clientes, mas saber que mais pessoas e O MIRANTE também reconhecem o meu trabalho é muito bom”, garante Eva Cadima.

Os CTT patrocinam o prémio Microempresa do Ano

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1536
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1536
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo