Opinião | 24-03-2021 15:00

A jovial Anabela Freitas que resiste e os deputados trapalhões do PS

A jovial Anabela Freitas que resiste e os deputados trapalhões do PS
OPINIÃO

Emails do Outro Mundo

Amenizante Serafim das Neves

A propósito do pretérito Dia Internacional da Mulher, entre os argumentos para realçares a persistência da desigualdade de género, afinfas-lhe com a velha questão de os homens ainda não poderem parir. É verdade, mas isto tem que ser uma coisa de cada vez. Lembra-te que agora os homens que queiram já podem mudar de sexo ou apenas mudar de nome e vestir saias se lhes apetecer. E até podem ser mães.

Ou seja, podem não receber flores e bombons no Dia da Mulher, mas há sempre a possibilidade de receberem flores e bombons no Dia da Mãe. Já é um grande avanço e qualquer avanço é de assinalar e celebrar.

É verdade que as mulheres já vestem calças há décadas e também podem mudar de sexo ou apenas de nome. E também é verdade que, para além de mães, também podem ser pais, mesmo sem engravidarem ninguém. E que isso até as habilita a receberem cremes para a barba e after-shave já na próxima sexta-feira, Dia do Pai, mas lá está, faz tudo parte do pacote, salvo seja, da famosa igualdade de género.

O que as mulheres ainda não conseguem, por muitas leis que se façam, é mandar nas pequenas coutadas partidárias aqui da região, onde habita o invencível macho latino. Só assim se compreende que após as autárquicas deste ano, se tudo correr sem surpresa, passe a haver uma só mulher presidente de câmara, no nosso Ribatejo.

Depois de terem estado à frente das câmaras de Abrantes, Alcanena, Constância, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Vila Franca de Xira , restará Anabela Freitas em Tomar, se for reeleita.

A jovial autarca passará, nesse caso, a ser uma espécie em extinção, tipo lince autárquico, não da serra da Malcata mas da serra de Tomar...e é se até Outubro os machos socialistas lá da terra não calçarem uns patins, embora tal tarefa não seja para meninos do coro. Afinal ela, como quem não quer a coisa, despachou o maganão mor Luís Ferreira em três tempos, sem deixar a bola cair no chão.

Claro que há sempre a possibilidade de algum homem decidir mudar de sexo e candidatar-se como mulher, mas quem? Estás a ver o presidente do Entroncamento, Jorge Faria, de saltos altos, ou o Miguel Borges, do Sardoal, de saia comprida? E mesmo de saltos rasos e sem maquilhagerm, será possível o presidente de Alpiarça recandidatar-se como Maria Pereira ou o de Santarém como Ricardina Gonçalves? Não me parece e a ti também não, quase que aposto.

Recebi agora uma informação importantíssima. Os deputados do PS eleitos pelo distrito de Santarém, capitaneados pelo irrequieto Hugo Costa, perguntaram ao Governo se já sabe que não há internet nem rede decente de telemóvel no Sardoal.

É verdade que o presidente da câmara, Miguel Borges, anda há meses e meses a dizer aquilo a todos os ministros que por ali passam e também aos que por ali não passam mas como ele fala muito baixinho, os deputados jogaram pelo seguro e fizeram muito bem. Aquilo mostra que estão genuinamente preocupados...com o índice de surdez governamental.

Saudações perguntadoras

Manuel Serra d’Aire

Mais Notícias

    A carregar...