Política | 17-10-2020 18:00

Rui Rei foi à reunião de câmara de VFX e os ânimos aqueceram

Rui Rei foi à reunião de câmara de VFX e os ânimos aqueceram
POLÍTICA

Político do PSD foi responder pessoalmente ao vereador comunista Mário Calado, que o acusou de ser um “papagaio de varanda”. Conflito entre ambos sobre o Mouchão da Póvoa já dura há mais de cinco anos.

Rui Rei, ex-vereador do PSD e actual eleito da bancada da Coligação Mais (liderada pelo PSD) na Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira, foi à reunião pública de câmara realizada na manhã de 7 de Outubro e semeou agitação entre os vereadores da oposição.

Ainda Rui Rei não tinha começado a falar e já Carlos Patrão, vereador do Bloco de Esquerda, gritava um “vai falar para a tua terra”, situação que mereceu a condenação do vice-presidente do município, António Oliveira (PS), que dirigia os trabalhos e mandou o vereador bloquista desligar o microfone.

Rui Rei foi à reunião na qualidade de munícipe da Póvoa de Santa Iria e interveio no período destinado ao público. Quis saber o ponto de situação da inundação do Mouchão da Póvoa e aproveitou para criticar o vereador comunista Mário Calado, por este lhe ter chamado “papagaio de varanda” numa das últimas reuniões de câmara.

“O ex-presidente da Junta de Vila Franca de Xira deve ter um problema de memória. Não tem problema, tenho aqui calmantes e comprimidos para a memória”, ironizou, atirando que Calado é “um papagaio ou pardal de telhado” e que “nada fez” para defender o mouchão que é parte integrante da freguesia de Vila Franca de Xira. Chegou mesmo a acusá-lo de ter uma “atitude colonialista” perante aquela ilhota do Tejo, altura em que António Oliveira suspendeu a reunião para os ânimos serenarem.

Calado usou da palavra para lamentar a cena e lembrou que na última reunião de câmara referiu-se ao tema depois de ler uma notícia de O MIRANTE sobre o assunto e que isso lhe fez lembrar “o chorrilho de coisas inacreditáveis” que teve de ouvir de Rui Rei quando este era vereador.

“Não tenho jeito para isto e um dia destes vou-me embora e reformo-me. Tenho mais respeito pelo Rui do que ele por mim. Não aceito este tipo de situações, senti-me ofendido e maltratado por uma pessoa que pensava que não era capaz de o fazer. Perdi muito do respeito que tinha por ele”, lamentou Mário Calado.

Há pelo menos cinco anos que os dois autarcas têm trocado galhardetes a propósito do mouchão, que continua cada vez mais submerso enquanto as obras anunciadas há dois anos pelo Governo continuam a ser só uma promessa.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1479
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1479
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo