uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Companheiros da Noite dizem que há mais carenciados em Vila Franca de Xira
Alice Carvalho, dirigente de “Os Companheiros da Noite”

Companheiros da Noite dizem que há mais carenciados em Vila Franca de Xira

Duas vezes por semana são distribuídos alimentos e agasalhos a famílias e a sem-abrigo. Freguesia de Vila Franca de Xira é a que tem o maior número de sem-abrigo. Alverca e Póvoa de Santa Iria são as cidades onde se concentram mais famílias carenciadas. Em Alhandra e Castanheira do Ribatejo são raros os casos de carência grave.

Edição de 26.12.2018 | Sociedade

Cerca de uma centena de pessoas carenciadas do concelho de Vila Franca de Xira, algumas das quais a viver na rua, recebe ajuda da associação “Os Companheiros da Noite” que tem sede num espaço que lhe foi cedido pelos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Santa Iria.
Nos dias de distribuição, que são às quartas-feiras e sábados, a carrinha começa a “volta” pelas três da tarde, carregada com cerca de uma centena de sacos com pão, sopa, água, sumos, enlatados, às vezes bolos e algumas refeições prontas cedidas por restaurantes.
A distribuição termina geralmente de madrugada, por volta das quatro da manhã, após os voluntários terem passado por todos os locais das seis freguesias onde sabem haver pessoas necessitadas. Para além dos alimentos há também tempo para algumas palavras de conforto.
Rui Carvalho não tem dúvidas ao eleger a quarta-feira e o sábado os melhores dias da semana. “É quando como uma sopa quente e recebo um saco com comida para os próximos dias. Também é quando tenho companhia”, refere.
Diz que trabalhou como pasteleiro e como camionista mas actualmente é um dos sem-abrigo que vagueia pelas ruas de Vila Franca de Xira. Conta que perdeu tudo por causa da droga. “Perdi o emprego, a mulher e depois a casa, porque já não havia dinheiro para pagar a renda. Hoje estou ‘limpo’ mas a rua continua a ser a minha casa.”.
A responsável da Associação “Os Companheiros da Noite”, Alice Carvalho diz, a O MIRANTE que recentemente surgiram novos casos de carência. “Em Janeiro de 2018 apoiávamos 23 famílias e em Dezembro o número subiu para 30. Duas delas começaram este mês a receber o nosso apoio”, conta.
Se há catorze anos, quando a associação foi formalmente constituída, eram sobretudo homens a receber ajuda, actualmente há mais agregados familiares, muitos deles com crianças. “São situações que resultam de divórcios e situações de desemprego prolongado. Deixam de ter meios financeiros para pagar a renda e as despesas correntes”, conta.
Os Companheiros da Noite não são uma IPSS e não recebem qualquer apoio do Estado. Como entidade privada subsistem de donativos de particulares. “Supermercados, pastelarias, padarias, restaurantes e pessoas singulares fazem doações de roupas e alimentos. É essencialmente desta forma que conseguimos ajudar as pessoas”, explica Alice Carvalho.
Um dos poucos apoios oficiais é dado pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, através da cedência de um meio de transporte para fazer as voltas pelas freguesias. O município também esteve na origem da distribuição de alimentos e agasalhos às quartas-feiras, fornecendo para essa volta sopa, fruta, sandes e água.
Os Companheiros da Noite integram a Rede Social do concelho de Vila Franca de Xira e operam em parceria com a Segurança Social. “Todos os nossos utentes estão referenciados pela Segurança Social. Não é nosso objectivo substituir o apoio prestado por aquela entidade, mas complementá-lo”, justifica a responsável pelos Companheiros da Noite. E Alice Carvalho acrescenta. “Por sua vez, a Rede Social aumenta a taxa de resposta e impede que haja pessoas que estejam a receber apoio de mais do que uma instituição, situação que era habitual antes das ajudas funcionarem em rede”.

Jantar de Natal para perto de uma centena de pessoas

Os Companheiros da Noite organizaram um jantar de Natal, no sábado, 15 de Dezembro, nas instalações da Cercipóvoa. À mesa sentaram-se 96 pessoas carenciadas, algumas em condição de “sem-abrigo”. O bacalhau e o bolo-rei fizeram parte da ementa e no final foram-lhes oferecidos agasalhos e uma refeição extra. Na terça-feira seguinte foram ainda distribuídos cabazes de Natal.

Companheiros da Noite dizem que há mais carenciados em Vila Franca de Xira

Mais Notícias

    A carregar...