uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Agente de seguros desaparecida fazia caminho para Fátima
Rita Coelho trabalha na área dos seguros desde 2011

Agente de seguros desaparecida fazia caminho para Fátima

Rita Coelho, 25 anos, foi dada como desaparecida mas afinal estava a fazer terapia a caminho de Fátima. Jovem é agente de seguros numa sociedade com o pai, Manuel Coelho.

Edição de 05.08.2020 | Sociedade


A notícia do desaparecimento de Rita Coelho causou alvoroço junto da família que temeu o pior pela vida da jovem empresária. No dia em que foi dado o alerta do seu desaparecimento, sexta-feira, 26 de Junho, Rita Coelho ia a caminho de Fátima em peregrinação. Terá parado em Pernes, onde contactou amigos que a ajudaram a perceber o alarido que se tinha criado com o seu desaparecimento. O MIRANTE falou com um amigo de Rita Coelho, que contou que a jovem não atravessa o melhor momento da sua vida. No dia da conversa, última terça-feira, a jovem já estava internada no serviço de psiquiatria do Hospital de Santarém.
Antes de desaparecer a caminho de Fátima, Rita Coelho escreveu uma carta ao amigo com quem partilha a casa. Como saiu sem telemóvel, sem documentação e carro, o amigo decidiu dar o alerta à PSP de Santarém. A decisão acabou por ser precipitada já que Rita Coelho apenas quis libertar-se e seguir sozinha na estrada a caminho de um lugar de peregrinação habitual para milhões de pessoas.
Assim que o seu desaparecimento foi notícia, os amigos e familiares começaram a utilizar as redes socais para comunicar, o que ajudou ao seu aparecimento em poucas horas. A intervenção da PSP de Santarém foi necessária por questões legais, mas a jovem mostrou-se consciente da sua atitude e colaborou com as autoridades sem mostrar ressentimento. Rita Coelho foi transportada para o serviço de psiquiatria do Hospital de São José, em Lisboa, e no dia seguinte transferida para o hospital da cidade onde reside.
Rita Coelho é licenciada em Gestão Comercial e trabalha na área dos seguros desde 2011 tendo seguido as pisadas do pai, Manuel Coelho, agente de seguros há muitos anos, em Santarém.

Agente de seguros desaparecida fazia caminho para Fátima

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido