Sociedade | 10-12-2018 15:00

Carta Arqueológica do concelho de Santarém apresentada em Alcanede

Carta Arqueológica do concelho de Santarém apresentada em Alcanede
foto DR

Livro encontra-se à venda na Biblioteca Municipal de Santarém, onde também pode ser consultado.

A Carta Arqueológica Municipal de Santarém foi apresentada na noite de sexta-feira, 7 de Dezembro, na sala da assembleia da Junta de Freguesia de Alcanede, pelo arqueólogo António Matias. A apresentação contou com a presença de Jorge Rodrigues, vereador da Câmara de Santarém, e Manuel Joaquim Vieira, presidente da Junta de Freguesia de Alcanede, entre outros autarcas e representantes de diversas entidades.

A Carta Arqueológica Municipal “é um instrumento determinante para o desenvolvimento sustentável de Santarém e para a definição das suas políticas de ordenamento do território, cujo trabalho de actualização vai continuar nas próximas décadas”, referiu António Matias, considerando que há muito para descobrir nas zonas rurais do concelho de Santarém, como é o caso de Alcanede, sobretudo na zona do castelo.

A elaboração da Carta Arqueológica de Santarém em base informática georreferenciada foi um dos projectos assumidos pelo município desde 2002, altura do primeiro relatório de progresso, adiantou António Matias

António Matias sublinha ainda que se trata de “um livro eclético, que tanto pode ser lido pelo especialista, como pelo simples munícipe que quer elevar o conhecimento patrimonial do seu município”.

De referir que a publicação “Santarém. Carta Arqueológica Municipal” traz como anexo um DVD, onde, em suporte digital, podem ser consultadas todas as fichas de cada um dos 461 sítios arqueológicos inventariados. Quem quiser adquirir o livro, pode fazê-lo na Biblioteca Municipal de Santarém, onde também pode fazer a consulta.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1416
    14-08-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1416
    14-08-2019
    Capa Vale Tejo