Sociedade | 07-02-2019 07:00

Chamusca capta 800 mil euros para apoio social

O município da Chamusca aceitou o convite lançado pelo Instituto da Segurança Social para aderir ao programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social 4ª Geração.

O município da Chamusca aceitou o convite lançado pelo Instituto da Segurança Social para aderir ao programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social 4ª Geração (CLDS 4G). A Santa Casa da Misericórdia da Chamusca é e a instituição particular de solidariedade social (IPSS) que vai coordenar o projecto. A adesão ao programa foi aprovada por unanimidade na última reunião de câmara.

O concelho fica mais capacitado em termos financeiros para dar continuidade aos projectos que já desenvolve com a população mais idosa e alargar a outros que tem em vista, como a protecção a familias carenciadas com crianças a seu cargo . “Serão cerca de 800 mil euros que entram em todo o concelho para apoiar as acções sociais”, afirmou a vice-presidente da câmara, com o pelouro da Acção Social, Claudia Moreira.

A Chamusca pretende usar este encaixe financeiro para conseguir ainda abranger com mais eficácia o maior número de freguesias possível. No entanto, a falta de recursos humanos capacitados para trabalhar na área da acção social é um problema. “Não temos técnicos com o perfil indicado para trabalhar neste tipo de projectos tão específicos e isto é um problema que se coloca”, alertou a vice-presidente.

Esta é a primeira experiência do município neste tipo de programas de apoio social, já que nunca tinha sido convidado pelo Instituto da Segurança Social. Os CLDS têm por finalidade promover a inclusão social, através de acções em parceria, para combater a pobreza e a exclusão social em territórios deprimidos, como é o caso do concelho da Chamusca.

Os CLDS contemplam um modelo de gestão que prevê o financiamento de projectos seleccionados pelo governo, privilegiando territórios identificados como mais vulneráveis, definidos por despacho do membro do governo responsável pela área da segurança social. Cada projecto deve incluir acções de intervenção obrigatória que respondam a necessidades diagnosticadas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1417
    21-08-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1417
    21-08-2019
    Capa Médio Tejo