Sociedade | 11-02-2019 09:33

Morreu Helena Ortiz: uma das últimas poetas de intervenção

Morreu Helena Ortiz: uma das últimas poetas de intervenção

Helena Ortiz, a poeta militante, faleceu ontem, dia 10, no Rio de Janeiro.

Helena Ortiz morreu ontem à tarde no Rio de Janeiro; poeta de muitas causas, escreveu muito em blogues e jornais, e publicou vários livros de poesia , contos e crónicas, sempre com tiragens reduzidas mas muitos deles com textos que faziam dela uma escritora de grande sensibilidade e qualidade literária.

Era uma poeta de intervenção como há poucas no Brasil. Os seus textos regra geral eram em defesa das mulheres, dos negros, e dos mais pobres dos pobres.

justiça
o homem roubou umas latas de atum
e um litro de óleo

foi preso e condenado a um ano
não bastasse
ser o homem que necessita roubar
umas latas de atum
e um litro de óleo

A sua colectânea de poemas que mais admirávamos chama-se “Alfinetes” e é do melhor que lemos nos últimos anos em poesia. A publicação de alguns destes poemas foi feita num livro artesanal de grande beleza que distribuiu pelos amigos.

Durante muitos anos dirigiu o jornal "Panorama" e a "Editora da Palavra" onde deu voz a muitos poetas de várias línguas. O blogue "Integrada e Marginal" era onde publicava os seus textos mais críticos e defendia as suas ideias.

Helena Ortiz era uma poeta militante com uma Obra digna de grande apreço e sobretudo de leitura obrigatória para quem ama a poesia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1417
    21-08-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1417
    21-08-2019
    Capa Médio Tejo