Sociedade | 18-02-2019 12:11

Mulher morta na Golegã é da Chamusca

Mulher morta na Golegã é da Chamusca
foto DR

Assassinada com dois tiros de caçadeira quando saía da danceteria São Martinho, na Golegã.

Ana Maria Silva, de 53 anos, residente na Chamusca, foi assassinada com dois tiros de caçadeira, perto das 24h00 de domingo, 17 de Fevereiro, à porta da danceteria São Martinho, junto à Estrada Municipal 118, na Golegã.

Quando os bombeiros chegaram ao local a vítima já estava em paragem cardiorrespiratória, tendo sido efectuadas, sem sucesso, manobras de reanimação.

Um homem que saía da danceteria na companhia da vítima terá sofrido pequenos ferimentos numa mão.

O alegado autor do crime, ex-companheiro da vítima, de 64 anos, pôs-se em fuga, acabando por ser detido mais tarde em casa de uma irmã. De acordo com o porta-voz do comando territorial de Santarém da GNR, Pedro Reis, o suspeito passou a noite no posto da Golegã e está, na manhã de 18 de Fevereiro, a ser ouvido em primeiro interrogatório judicial, no Juízo de Instrução Criminal de Santarém.

Ana Maria Silva tinha uma oficina de cerâmica onde produzia louça regional e painéis de azulejos, na Chamusca.

Notícia em actualização.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Médio Tejo