Sociedade | 16-03-2019 12:30

Homenagem a ceramista da Chamusca assassinada 

A bancada do PS na Assembleia Municipal da Chamusca apresentou, na última sessão desse órgão, um voto de pesar pelo falecimento de Ana Silva.

A bancada do PS na Assembleia Municipal da Chamusca apresentou, na última sessão desse órgão, um voto de pesar pelo falecimento de Ana Silva, natural da Chamusca, assassinada pelo ex-companheiro, Rui Vieira, de 62 anos, no dia 17 de Fevereiro. No voto de pesar, apresentado pelo deputado municipal Nuno Mira, foi salientada a “repulsa” e “crueldade” de que foi vítima. Foi feito um minuto de silêncio por todos os deputados, em homenagem à ceramista da Chamusca que deixou um legado na vila. De recordar que Ana Silva foi atingida com dois tiros de caçadeira à saída da danceteria São Martinho, na Golegã. O homicida ficou em prisão preventiva.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Médio Tejo