Sociedade | 17-03-2019 12:30

Estrada de Paialvo é fonte de preocupação para a Câmara de Tomar

Há cerca de um ano registou-se um deslizamento de terras junto à via e situação de perigosidade mantém-se.

A Estrada Municipal 358, mais conhecida por Estrada de Paialvo, é uma preocupação para o executivo da Câmara de Tomar. Há cerca de um ano houve um deslizamento de terras junto a essa via e, segundo o vice-presidente do município, desde essa altura que a empresa pública Infraestruturas de Portugal (IP), responsável por essa via, tem adiado uma intervenção.

“Temos pressionado a IP que nos disse que ia proceder à obra mas até agora ainda nada foi feito. Continuam a dizer-nos que o projecto para aquele local está a ser terminado. Também estamos preocupados com aquela situação”, disse Hugo Cristóvão (PS) na última reunião do executivo camarário.

O vice-presidente respondeu à questão levantada pelo vereador José Delgado (PSD), que manifestou a sua preocupação por nada ainda ter sido feito desde o deslizamento de terras. “Se houver um novo deslizamento de terras vai arrastar toda a estrada e quem por ali estiver a passar”, alertou o autarca.

Cristóvão recordou que quando o deslizamento ocorreu, o município foi criticado pela IP por terem decidido fechar a estrada. “A Infraestruturas de Portugal obrigou-nos a reabrir a estrada e tivemos que o fazer porque a via não pertence à câmara municipal”, recordou. O autarca disse ainda que o desejo do executivo municipal é que a IP comece a obra o quanto antes porque é um trabalho bastante necessário.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Médio Tejo