Sociedade | 23-06-2019 12:30

Avião já aterrou em rotunda às portas de Alverca

Monumento alusivo ao centenário da aeronáutica vai ser inaugurado no domingo, 23 de Junho.

O avião Northrop T38 já aterrou naquela que é conhecida como a rotunda das portagens em Alverca do Ribatejo, que une a CREL e a Auto-estrada do Norte (A1) àquela cidade ribatejana. Cedido pela Força Aérea Portuguesa (FAP), o monumento que pretende assinalar a importância da aeronáutica para o desenvolvimento socioeconómico de Alverca passa também a ser um novo cartão de visita para a cidade.

A inauguração vai acontecer no domingo, 23 de Junho, às 11h00, com início na Praça Eng.º Vaz Guedes, na Urbanização Malva Rosa, em direcção à rotunda situada na Estrada Nacional 116, numa iniciativa conjunta dacâmara municipal e daFAP. A construção do monumento deveria ter ficado concluída em Dezembro de 2018, mas a falta de um protocolo assinado com a Infraestruturas de Portugal, empresa pública responsável pela rotunda, atrasou os trabalhos.

O monumento resulta da acção conjunta daCâmara de Vila Franca de Xira, daFAP e daUnião de Freguesias de Alverca e Sobralinho, contando ainda com a parceria daOGMA, S.A, Infraestruturas de Portugal e da Brisa, e traduziu-se numinvestimento municipal de cerca de 160 mil euros.

Alverca é considerada o berço da aviação em Portugal e já tem vários monumentos evocativos espalhados pela cidade. Tem também criado um cluster aeronáutico que visa captar empresas e centros de investigação do sector, tendo como pilares fundamentais a OGMA e as instalações da Força Aérea, onde se inclui o Museu do Ar.

Foi em Alverca que se instalou, em 1918, o aeródromo militar, tendo sido activado em 1919 como sede para o antigo Grupo Independente de Aviação de Bombardeamento, tendo também sido criadas, na altura, as antigas Oficinas Gerais de Material Aeronáutico. Com os anos o aeródromo militar foi perdendo importância operacional e transformou-se num aeródromo logístico. A Força Aérea chegou a ponderar transformar Alverca na Base Aérea nº8 mas tal não veio a acontecer.

Foi também em Alverca que funcionou aquele que era considerado o primeiro aeroporto português, na altura chamado de Campo Internacional de Aterragem, que serviu Lisboa até à abertura do aeroporto da capital, na Portela, em 1940.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1412
    18-07-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1412
    18-07-2019
    Capa Médio Tejo