Sociedade | 25-06-2019 16:25

Morador do Pinheiro Grande que há um ano feriu GNR volta a agredir

Morador do Pinheiro Grande que há um ano feriu GNR volta a agredir

Suspeito empurrou um cliente de um café que ficou com traumatismo craniano

O homem do Pinheiro Grande que há um ano feriu um militar da GNR e depois se barricou em casa voltou a cometer mais uma agressão, desta vez num café desta aldeia do concelho da Chamusca. O suspeito, que chegou a estar em prisão preventiva, entrou num café da aldeia e além de provocar desacatos empurrou um cliente que caiu e ficou com um traumatismo craniano.

A GNR confirma a situação e refere que por se tratar de um crime de natureza semi-público o prosseguimento do caso em tribunal depende de apresentação de queixa, o que não tinha sido feito até segunda-feira, 24 de Junho. Os militares da Guarda estiveram no local no dia da ocorrência, na sexta-feira, 21 de Junho, ao final da tarde, e elaboraram um relatório de ocorrência que foi comunicado ao Ministério Público.

Recorde-se que há um ano o homem tinha provocado desacatos na via pública na localidade onde reside, no Pinheiro Grande, Chamusca. Quando a GNR chegou ao local tentou acalmar os ânimos e o homem, de 36 anos, que se encontrava “agressivo e a proferir insultos”, desferiu um golpe com uma faca na zona lombar de um militar da GNR. De seguida barricou-se em casa e obrigou a uma operação que mobilizou dezenas de operacionais.

A GNR conseguiu que o homem se entregasse ao fim de duas horas barricado em casa. Numa busca à residência foram encontradas e apreendidas uma pistola calibre 8 mm, alterada para calibre 6,35 mm, e uma pistola de alarme.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1411
    12-07-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1411
    12-07-2019
    Capa Médio Tejo